bem-estar

Dicas para dormir bem

Esta com insônia? Hoje vamos te dar boas dicas para seu processo de sono melhorar. Dormir bem faz com que o corpo e a mente descansem, para que seu organismo esteja preparado para o dia a dia. Aliado com uma boa alimentação e sono o corpo agradece e muito.

Dica

Existem regras básicas para dormir bem. Juntas, elas compõem a chamada higiene do sono. Esse conjunto de bons hábitos recomendados pelos médicos para preparar corpo e mente para o repouso comprovadamente melhoram a qualidade do sono. O problema é que não cumpri-las virou um costume hoje em dia.

Se você está decidido a ter uma boa noite de descanso, a rotina de cortar os maus hábitos deve começar seis horas antes do momento de ir para a cama. Que tal ver se elas funcionam para você?

- Seis horas antes de dormir corte a cafeína: café, chá, refrigerantes e energéticos
- Quatro horas antes cesse com as bebidas alcoólicas. O efeito do álcool no início são relaxantes, mas com a frequência da ingestão, depois de metabolizado, inibe o sono
- Quatro horas antes não faça atividade física. O exercício ativa o organismo, pois libera hormônios que podem fazer você correr uma maratona.
- Se você é fumante, três horas antes de dormir não fume mais, a nicotina é um estimulante
- Três horas antes de dormir se permita ter momentos sem os aparelhos eletrônicos. Eles prendem a sua atenção pelo conteúdo de seu interesse, manda o sono embora e inibe a produção do hormônio do sono a melatonina.
- Duas horas e meia antes de dormir faça sua última refeição completa, no caso o jantar. Jantar e dormir não faz bem ao estômago pode provocar o refluxo e a comida te dá energia para ficar acordado. Se antes de dormir ter fome, opte por alimentos leves.
- Duas horas antes de dormir, diminua a ingestão de líquidos, para que não precise interromper o sono no meio da noite com vontade de fazer xixi.

Depois dessas dicas você pode iniciar bons hábitos já hoje mesmo para melhorar seu sono.


Como cuidar bem das unhas

As mulheres são muito preocupadas com a beleza, e devem continuar, pois é muito bom estar sempre apresentável e cuidar de si! E cuidar das unhas também inclui nessas preocupações. Muitas preferem pintadas outras naturais, mas o importante é deixa-las bonitas e saudáveis.

pes

Algumas pessoas têm unhas quebradiças, secas, descascando ou com micose. Em regiões de mais calor ou praianas esses problemas são mais comuns, por causa da maior exposição ao sol, contato com a areia e com o cloro da piscina. Outro fator é também a má alimentação.

Uma dica muito importante, sempre tenha seus utensílios, mesmo que vá ao salão de beleza ou faça suas unhas em casa, assim previne doenças.

unhas

Confira as dicas abaixo para ficar em dia com as suas unhas:

1 – Hidrate as unhas duas a três vezes ao dia. Use cremes para as mãos à base de uréia, óleo de semente de uva, lanolina ou silicone. Se não tiver, use hidratantes corporais.
2 – O ideal é não tirar a cutícula. Quem faz questão deve tirar pouco. É que protege a unha contra infecções causadas por bactérias e fungos.
3 – Após lavar as mãos, tomar banho e se refrescar na piscina ou no mar, seque bem as unhas.
4 – Não caia na tentação de puxar as peles que se soltam do dedo. Pode causar infecção bacteriana.
5 – Prefira usar removedor de esmalte. A acetona é à base de álcool, o que resseca as unhas.
6 – O ideal é não pintar as unhas, mas quem não abre mão de investir no esmalte deve usá-lo, no máximo, uma vez por semana.
7 – Para as alérgicas a esmalte que não querem deixar de pintar as unhas, a dica é usá-lo uma semana sim e outra não. Prefira produtos hipoalergênicos.
8 – Quando fizer a unha em um salão de beleza, o recomendável é levar os seus utensílios. Caso contrário, fique atento se o local esteriliza o alicate e descarta lixas e palitos após o uso. Assim, evitam-se doenças como a hepatite.
9 – O ideal é usar luvas nas tarefas domésticas. Se não conseguir, lave bem as mãos com sabonete neutro após o trabalho.
10 – Dentro das luvas, geralmente há um pozinho que resseca as unhas. Por isso, depois de tirá-las, lave as mãos e hidrate-as.
11 – Não deixe acumular sujeira embaixo das unhas. Retire-a com um palito e lave bem as mãos.
12 – Se mexeu com o lixo ou tocou em alguma ferida, lave as mãos com sabonete antisséptico.
13 – Para evitar que as unhas dos pés encravem, corte-as quadradas.
14 – Mantenha uma alimentação balanceada.
Para cuidar bem de suas unhas, existem salões de beleza de qualidade em Maceió:

Fios de Cabelo
Av. Sandoval Arroxelas, 714 – Ponta Verde
(82) 2126-1100

DAMA – Centro de Beleza
Rua Cláudio Rocha Lima, 23 – Jatiúca
(82) 3021-2010


Dia Mundial da Saúde

Cuidar da saúde é essencial para a sua existência, ter uma alimentação equilibrada e rica em fontes de nutrientes, beber bastante água, atividades físicas regulares e também é válido ter um tempo para você descansar, fazer um lazer, cuidar da mente e do corpo.

Saude-1

Hoje é o dia mundial da saúde, e para que sua saúde fique em dia não deixe de ir ao médico e fazer exames regulares, check-up, para poder acompanhar o seu organismo. Tenha bons hábitos, evite ingerir em grande quantidade bebidas alcoólicas, não fume, não coma em abundância alimentos fritos e industrializados. Opte por uma vida saudável!

Saude-2

Aproveite o verão para melhorar a sua alimentação

Pode prestar atenção: o verão está quase aí e todo mundo fica preocupado em iniciar (ou manter) uma alimentação mais balanceada, saudável e até refrescante. A ideia é exibir saúde e boa forma.

verao-ok

Então preparamos um material com informações importantes e dicas para melhorar a qualidade dos alimentos e das bebidas que ingerimos.
Acredite: comer bem é fácil e o resultado pode ser notado por todos à sua volta.
Então vamos lá: descubra uma atividade física agradável para perder calorias e siga as recomendações que sempre são bem vindas.

1 – Estabeleça uma rotina na alimentação

- Não esqueça de manter adequada a ingestão de água (cerca e 2 litros/dia) para uma boa hidratação do corpo e um bom funcionamento intestinal
- Tenha horários regulares e não esqueça de fracionar as refeições em porções menores
- Abuse das saladas (folhas, frutas e legumes)
- Prefira assados, grelhados e cozidos ao invés de frituras e empanados
- Evite doces e guloseimas
- Prepare os sanduíches sem maionese, molhos cremosos ou queijos gordurosos
- Substitua o sorvete cremoso por picolé de frutas
- Abuse das frutas, que são uma boa opção durante o intervalo das refeições principais
- Dê preferência ao óleo de girassol ou de canola e, para o tempero de saladas, utilize azeite de oliva extravirgem
- Inclua na alimentação diária alimentos ricos em fibras, como milho, aveia, feijão e outras leguminosas (ervilha, lentilha, grão de bico), palmito, ameixa seca, frutas na forma natural, verduras e legumes

verao-1-ok

2 – Hidratação
Com a chegada do verão e o aumento da temperatura, nosso corpo perde mais líquido – por meio do suor – e nossa necessidade de repor água, vitaminas e sais é bem maior.
Principalmente nessa época do ano, devemos aumentar a ingestão de líquidos, evitando tomar água apenas quando estivermos com sede. A sede já é um sinal de que o nosso corpo está desidratado e, possivelmente, com o funcionamento das células e dos órgãos prejudicado.
Alguns alimentos precisam aparecer em maiores quantidades e frequência no verão – como frutas, legumes e verduras, pois são ótimas fontes de vitaminas, minerais e fibras alimentares.
Frutas, assim como verduras, possuem maior quantidade de água, são mais refrescantes e fáceis de ser digeridas. As mais indicadas são: abacaxi, melão, melancia, laranja, pêssego, uva e coco verde, em razão do alto teor de líquidos.
Além de água, também podemos tomar chás e sucos. Vale lembrar que os sucos são ótimas fontes de vitaminas e minerais, porém alguns são altamente calóricos. Então, o ideal é não acrescentar açúcar. Em relação aos chás, prefira os claros, que são mais hidratantes.

3 – Saladas

Aumente o consumo de saladas cruas – ótimas fontes de vitaminas e fibras – e evite acrescentar produtos como maionese, queijos cremosos e molhos industrializados, devido ao alto valor calórico e à quantidade de gordura que apresentam. O ideal é que estes molhos sejam substituídos por limão, azeite de oliva extravirgem e ervas, como manjericão, hortelã e alecrim.

4 – Comida de praia

O melhor é evitar o consumo de alimentos vendidos por ambulantes. Eles geralmente apresentam condições higiênico-sanitárias inadequadas e estão em má conservação, levando à contaminação por bactérias.
Alimentos como pastel, outros salgados e frituras apresentam em sua composição gordura, sal e carboidratos refinados que são prejudiciais à saúde. O ideal é levar de casa frutas de fácil manuseio e pouca manipulação, como banana, pêra, pêssego, ameixa e maçã (em utensílios que mantenham uma temperatura adequada).
Biscoitos de polvilho também são uma boa opção e água é fundamental. Se preferir comprar algo na praia, escolha o coco verde. Ele ainda é “a melhor pedida”.
Sucos também são bons, por serem fontes de vitaminas e minerais, além de bem refrescantes e ótimos para hidratação.

E no mais, aproveite o Verão!


Alimentos que combatem o cansaço

Quem não se queixou ou não ouviu alguém próximo reclamar de cansaço? Pois é, a questão é unanimidade.
Culpa, em grande parte, do sedentarismo, mas ele não é o único vilão. A má alimentação também colabora nessa sensação de cansaço extremo. Quem come mal é muito mais propenso a sentir falta de disposição.
Alguns nutrientes contidos nos alimentos participam tanto da disposição física como da mental.
O bom funcionamento cerebral e muscular depende de uma utilização adequada de energia dentro da célula. Para isso, os alimentos do complexo B e o magnésio são fundamentais. “As vitaminas B1, B2 e B3 estão relacionadas de maneira mais direta na transformação da glicose dos alimentos para energia que faz as células funcionarem. Sendo assim, deficiência dessas três vitaminas podem causar uma sensação de indisposição, tanto física como mental. Vitaminas B6, B9 e B12 tem uma atuação mais importante na função cerebral, por participar da formação de neurotransmissores”, explica a nutricionista Mariana Andrade, da Hapvida.
Já o magnésio tem ações importantes nas células musculares. Ele melhora o relaxamento muscular, por exemplo, e também participa dos impulsos nervosos do cérebro.
Veja alguns alimentos que contêm vitaminas do complexo B e magnésio e combatem o cansaço:

chia-blog-viver-bem-620

- O arroz integral carrega nutrientes essenciais para combater o desânimo: vitaminas B1, B2, B3 e B6 ajudam a melhorar a disposição;
- A quinoa é fonte de vitamina B1, B2, B3 e B6, que ajuda a glicose a se transformar em energia, além de atuar na função cerebral;
- Aveia também é rica em B1, B2, B3 e B6;
- A vitamina B12 atua na função cerebral, participando da formação de neurotransmissores. Ela pode ser encontrada na gema do ovo, por exemplo;
- Para quem é vegano, as algas são alternativas para se consumir vitamina B12;
- Gergelim é fonte de magnésio, que, além de ser importante para gerar energia para todas as células, atua nas células musculares;
- Frutas como a banana também são fontes de magnésio;
- A chia também é fonte de magnésio, que melhora também o relaxamento dos músculos;
- Linhaça também é uma opção quando se procura magnésio;
- O abacate, por exemplo, além de conter gorduras boas, é uma opção para ingerir magnésio naturalmente pela dieta;
- Vegetais verde escuros, como a couve, são ricas em vitamina B9 (ácido fólico), que atua na função cerebral e na formação dos neurotransmissores;
- Brócolis também é rico em vitamina B9;
- As ervilhas também contêm vitamina B9;
- Feijão: fonte de vitamina B9.